Ligue já: +258 82 3012251/2

www.realpornfilms.com indian sex tube hdpornmobile.org mature porn video freesexclips.site xvideosporn.club sexpornweek.com porn tube sextresss.xyz xxxteenhub.info xssn.net hdxxxporn.club

Cruz Vermelha de Moçambique em máxima prontidão no apoio às vítimas de desastres no centro do país

Com o Sistema de Aviso Prévio activado, para assistência a mais de 100.000 pessoas afectadas pelas cheias, a Cruz Vermelha de Moçambique (CVM) continua a posicionar as ajudas, na medida do possível, às vítimas das enxurradas na Zambézia, Tete, e Manica.

 

A CVM está atenta e de alerta máxima sobre a evolução do Ciclone “IDAI”, que segundo as previsões meteorológicas, as consequências serão graves em certas regiões fustigadas pelas inundações mas, também nas províncias de Sofala, Nampula e Inhambane. As equipes do voluntariado da CVM, nas zonas com danos, estão activadas e orientadas para os procedimentos afins em situação de calamidades, com intuito de reduzir ao mínimo o sofrimento das comunidades vulneráveis.

 

Os mecanismos de socorro, para fazer face as adversidades impostas pela natureza, foram de imediato accionados em cada Delegação Provincial da CVM, concretamente o apoio no resgate das populações em zonas de alto risco, a montagem de tendas para abrigo temporário nos centros de acomodação, medidas preventivas para evitar eclosão de doenças hídricas, saneamento do meio e higiene fornecimento de kits de cozinha, produtos pré-posicionados nas Delegações Províncias da CVM na Zambézia, Tete, Manica e outros bens adicionais provenientes de Gaza e Sofala.

 

Entretanto a CVM, em parceria com a Cruz Vermelha da Alemanha, Projecto FbP (Financiamento Baseado em Previsão), Bélgica – Flanders e Espanha, aumentou a fasquia na provisão de apoio financeiro e bens de socorro, encaminhados de Maputo, para zona centro onde as cheias causaram mais de 60 óbitos, centenas de famílias deslocadas, casas arrasadas, entre outros bens de subsistência basilar das populações.

 

Dada a magnitude dos desastres, o Grupo Operacional de Emergência (GODE), em exercício na Sociedade Nacional (SN) para monitorar a situação calamitosa activou, seguindo regras previamente estabelecidos pelo Movimento Internacional da Cruz Vermelha o DREF (Fundo de Reconstrução de Emergência), para possível incremento da assistência em recursos humanos, material e financeiro através da Federação Internacional da Cruz Vermelha (FICV), em conformidade com as reais necessidades apresentadas pela SN.

 

O Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV) apoia as operações com voluntários baseados em Tete e na Cidade da Beira.